2010/04/16

Sonhos Roubados com Nanda Costa

Produção: Cineluz
Distributição: Europa Filmes
2009 · Brasil · Drama
90 min · 35 mm · color
um filme de sandra werneck sonhos roubados

Elenco
Jéssica Nanda Costa
Daiane Amanda Diniz
Sabrina Kika Farias
Dolores Marieta Severo
Tio Pery Daniel Dantas
Horácio Nelson Xavier
Seu Germano Ângelo Antônio
Tia Socorro Lorena da Silva
Wesley Guilherme Duarte
Andresson Silvio Guindane
D. Jandira Zezeh Barbosa
Apresentando: Mv Bill

Ficha técnica
Produção e Direção: Sandra Werneck
Roteiro: Paulo Halm, Michelle Franz, Adriana Falcão,
Sandra Werneck, José Joffily, Mauricio O. Dias
Produção Executiva: Elisa Tolomelli
Direção de Produção: Fernando Zagallo
Diretor de fotografia e Câmera: Walter Carvalho
Direção de Arte: José Joaquim
Som direto: Leandro Lima
Montagem: Mair Tavares
Edição de som: Waldir Xavier
Trilha sonora: Fabio Mondego, Fael Mondego,Marco Tommaso
Empresa produtora: Cineluz
Coprodução: Estudios Mega, Labocine
Patrocínio: BNDES, Petrobras,
Secretaria Especial das Mulheres, Bayer, Childhood


Apresentação
Durante a realização de seu documentário Meninas, em 2005, sobre a gravidez de adolescentes de baixa renda no Brasil, Sandra Werneck leu As meninas da esquina – Diário dos sonhos, dores e aventuras de seis adolescentes no Brasil, escrito pela jornalista Eliane Trindade. Desde o primeiro capítulo do livro, a diretora reconheceu o potencial de sua adaptação para o cinema: a obra reúne
relatos íntimos e pessoais de adolescentes que encontraram na prostituição uma maneira de
sobreviver.
Diferente do livro que conta a vida de seis meninas, o roteiro de Sonhos roubados foi
construído para apresentar três personagens.  As protagonistas do longa – Jéssica, Sabrina e
Daiane – vivem numa comunidade carioca. Seu cotidiano é semelhante ao de tantas jovens de outras regiões do Brasil, onde as famílias disfuncionais, a gravidez precoce, a violência doméstica, a impossibilidade de estudar e a banalização da vida são comuns.
Apesar do contexto social desfavorável, elas não desistem de sonhar, assim como qualquer outra jovem de outras classes sociais. O longametragem aborda o impacto da exclusão social na vida de crianças e adolescentes, com foco na questão da sexualidade. Sonhos roubados é, antes de tudo, um filme sobre desejos, perdas, paixões e amizades entre três adolescentes.
Desde o desenvolvimento do roteiro a proposta do filme é de simplesmente acompanhar as trajetórias de vida destas adolescentes, ao invés de julgá-las. “Este não é um filme de denúncia. Claro que há situações que demandam reflexão, mas o filme passa por vários caminhos, e é construído
por relações afetivas, amizades e a decisão de se ter ou não um filho”, avalia a
diretora Sandra Werneck.

Sinopse curta
Jéssica, Sabrina e Daiane sonham como qualquer outra jovem do mundo. Moradoras de uma comunidade do Rio de Janeiro, eventualmente se prostituem  para sobreviver e satisfazer seus desejos de consumo. No entanto, mesmo nesse quadro de absoluta incerteza e total falta de horizontes, elas
teimam em amar, se divertir e sonhar com um futuro melhor.

Sinopse longa
Com poesia e sensibilidade, Sonhos roubados conta a trajetória de três adolescentes  que vivem na periferia carioca. As famílias disfuncionais, a gravidez precoce e a falta de dinheiro são realidades cotidianas. Elas acabam encontrando na prostituição uma saída. Mesmo assim, usam o humor todo o tempo para refletir suas decisões e procuram curtir a vida com as oportunidades que surgem: um namoro novo, um baile funk ou aquele mp3 tão sonhado. Jéssica (Nanda Costa) divide suas atenções entre cuidar do avô Horácio (Nelson Xavier) e de sua filha Britney, fruto do relacionamento com o evangélico Andresson (Silvio Guindane). Já Daiane (Amanda Diniz), amiga e moradora da mesma comunidade, vive em busca do afeto de seu pai, Seu Germano (Ângelo Antônio), figura ausente e que reluta em ajudá-la a dar uma festa de 15 anos. Sabrina (Kika Farias) completa o trio de adolescentes
de Sonhos roubados se apaixonando por um traficante da comunidade. Apesar de todos os problemas, as meninas buscam realizar seus sonhos. Por isso, não hesitam em se divertir no baile funk ou faltar aula para ir à praia.
As três amigas trocam confidências sobre seus problemas, desde a falta de professores da escola pública até as dificuldades dos programas com homens mais velhos. Sonhos roubados mostra questões específicas de comunidades cariocas, mas também vai além apresentando dilemas universais de qualqueradolescente que transpassam a cidade em que moram.

A diretoraA carreira de Sandra Werneck abrange documentários e filmes de ficção, de curta, média e longa-metragem. Com três milhões de espectadores, Cazuza – O tempo não para, codirigido por Walter Carvalho, foi um dos filmes mais premiados do cinema brasileiro desde a Retomada. As comédias românticas. Pequeno dicionário amoroso e Amores possíveis foram êxitos de bilheteria e ganharam prêmios no Brasil e no exterior. Amores possíveis foi eleito o Melhor filme Latino-Americano do Sundance Film Festival, em 2001. Apesar de reconhecida pelo público pelos filmes românticos e pela cinebiografia de Cazuza, Sandra Werneck tem uma longa história dedicada ao documentário.
Ela começou sua carreira dirigindo filmes de forte cunho social e em formatos pouco convencionais. Nesta lista estão Pena prisão, Ritos de passagem, Damas da noite, Profissão criança, A guerra dos meninos e, mais recentemente, Meninas.
Sonhos roubados é baseado no livro As meninas da esquina – Diário dos sonhos, dores e aventuras de seis adolescentes no Brasil, de Eliane Trindade.

Reblog this post [with Zemanta]

0 comentários:

Postar um comentário

Cineplaneta o seu canal cultural da Rede Cineplaneta.

Copyright © 2012 Cine Planeta All Right Reserved
Designed by Oddthemes
Back To Top